Análise de Jogo

Análise: Giants vs Steelers

Photo by AP Photo Julio Cortez

Giants erra, não consegue pontuar incisivamente e acaba derrotado em sua primeira partida na preseason. Uma partida um pouco movimentada, típica de preseason, onde os técnicos aproveitam para ver suas peças contra outros times da liga, Giants x Steelers nos mostrou que alguns jogadores, principalmente os titulares que atuaram, voltaram bem e alguns até melhores como o destaque que eu já faço para o Landon Collins que conseguiu 4 tackles no pouco que jogou na partida.

  • O JOGO

No início da partida tivemos uma bela exibição de uma defesa bem física do Giants, conseguindo interceptação no primeiro período com Valentino Blake num erro de cálculo do quarterback Josh Dobson. O primeiro período terminou sem muitas emoções com um 3 x 0 a favor dos gigantes.

O segundo período começou já com uma bela interceptação de Devin Taylor, mais uma lançada por Josh Dobson, mas o que aproveitamos desse turnover foi apenas outro field goal, para depois ver novos jogadores da secundária entrando e permitindo conexões longas de Josh Dobson e big plays do Steelers. Depois de um fumble no retorno de kickoff perdido pelo CB Donte Deayon, Cobi Hamilton conseguiu queimar a marcação da secundária e receber um passe para Touchdown. Partida foi para o intervalo com placar de 10 x 9 para o Steelers.

Na volta do terceiro período tivemos Geno Smith liderando o ataque e lançando interceptação num erro de cálculo de rota. Entretanto, Geno foi um dos destaques da partida sendo o líder em jardas passadas entre os Quarterbacks que atuaram dos dois times.

No início do quarto período, já com rotação de elenco, o Giants não contava com uma defesa tão forte, e esta permitiu boas jogadas do ataque do Steelers, o qual se manteve bem em campo, conseguindo pontuar mais duas vezes, em um Touchdown e um Field Goal, fixando o placar em 20 x 12 no término do último período.

  • ANÁLISE

Como falei no início do texto, destaco a atuação do nosso menino Landon Collins que começou na partida junto com outros jogadores titulares da defesa e teve uma boa atuação enquanto esteve em campo, mas como é preseason, não seguiu atuando e Ben McAdoo pode testar outras peças. Entretanto essas peças não se encaixaram, nossa defesa pareceu bem vulnerável com jogadores reservas sendo testados na maioria da partida, permitindo boas conexões do ataque do Steelers e principalmente dando tempo ao Josh Dobson para conectar passes. Não houve muita pressão a este senão no início da partida.

No ataque, mesmo com uma interceptação com total responsabilidade, Geno Smith (10/16; 114yds) atuou bem enquanto esteve ativo na partida durante o Segundo e o Terceiro períodos. Jerell Adams e Rhett Ellison apareceram bem recebendo passes e conseguindo bons avanços em determinados momentos da partida, mas nossa linha ofensiva não permitiu muito espaço para os quarterbacks encontrarem mais recebedores ou fazer com que o jogo corrido tivesse tanto destaque.

Josh Johnson, quarterback que atuou no início da partida, sofreu com a boa atuação do front do Steelers, principalmente do TJ Watt mas também sofreu com a falta de proteção da linha ofensiva. Gratidão a nosso amigo Ereck Flowers, mais conhecido como first pick da minha vida.

Davis Webb atuou no último período da partida, mas não conseguiu muito mais que alguns poucos passes conectados e outros passes afobados e perigosos, terminando a partida com 8/16 e 67 jardas.

Sim, nosso ataque não teve bons momentos, pois seguiu o principal problema da temporada passada, a linha ofensiva frágil permitindo que os fronts adversários imprimissem forte ameaça ao quarterback. Finalizamos a partida com 242 jardas aéreas, 73 jardas corridas sendo Orleans Darkwa o jogador com melhor atuação no jogo corrido, mas o Wayne Gallman sendo mais acionado.

Na defesa, permitimos ao Steelers ter 124 jardas aéreas e mais apenas 27 jardas corridas, entretanto essas 153 jardas que o ataque do Steelers conseguiu, conseguiram boas pontuações. Essas em erros do nosso ataque ou do time de especialistas que permitiu ao Steelers começar seus drives em boas posições de campo.

  • PONTOS DA PARTIDA

– Boas conexões rápidas entre Geno Smith e vários recebedores, mas quando este não teve ação rápida, teve que sair, pois a linha ofensiva não conseguiu dá-lo segurança, nem aos outros quarterbacks.

– Ataque esteve mais tempo em posse da bola que o ataque do Steelers, mas não conseguiu pontuar.

– Defesa teve bom início, mas as peças reservas permitiram avanços do Steelers e pontuações em momentos que o ataque errou.

– Peças de reposição seguem sendo um problema do Giants, vimos isso na diferença da defesa enquanto alguns titulares estiveram em campo e enquanto reservas foram testados.

– Jogo corrido segue sendo um ponto fraco, mas muito por conta da linha ofensiva que não consegue abrir bons gaps para corridas.

– Falta de atenção dos quarterbacks reservas em jogadas rápidas da defesa do Steelers, como algumas blitz que entraram e os sacks vieram na mão de defensive backs da equipe da Pensilvânia.

Resumindo, conseguimos ver um Giants 2017 ainda com erros 2016. Foi apenas a primeira partida, todos ainda em ritmo de treino. Agora enfrentaremos o Cleveland Browns dia 21, partida que terá transmissão da ESPN ao vivo para todo o Brasil, e poderemos analisar melhor caso o McAdoo já faça mais alterações e consiga melhores resultados.

O Bronws venceu o Saints em sua partida de estréia e teve boas atuações de Brock Osweiler e DeShone Kizer. Talvez essa atuação ofensiva seja um perigo maior para o Giants nessa partida e veremos se nossa defesa vai conseguir se postar bem. Enquanto ao ataque, esperamos que a linha ofensiva melhore daqui para a próxima partida e possamos ver nossos QB’s com mais tempo e liberdade para escolherem melhor seus alvos e os encontrarem.

Placar Final: New York Giants 12 vs 20 Pittsburgh Steelers
*Melhores momentos, aqui.

Shares