Conhecendo o Adversário

Conhecendo o Adversário: Washington Redskins

Crédito da imagem: Giants.com

Classificado para os Playoffs pela primeira vez desde o Superbowl 47 (temporada 2011-2012), o New York Giants entra na semana #17 sem muita responsabilidade e, muito provavelmente, poupando titulares para a partida de Wild Card, que será disputada no final de semana dos dias 7 e 8 de janeiro, ainda sem adversário definido. O jogo será o clássico de divisão contra o Washington Redskins, na capital americana.

Ao contrário dos Giants, os Redskins precisam da vitória para tirar a vaga ou de Detroit Lions ou de Green Bay Packers, que se enfrentar pelo título da divisão no Sunday Night Football. Por causa da derrota dos Lions para os Cowboys no último Monday Night Football do ano, o time da capital americana ficou em posição confortável para chegar aos playoffs mais uma vez. Em contrapartida, fez com que o perdedor do duelo do domingo à noite diga adeus a pós-temporada.

Ataque poderoso não foi suficiente para uma classificação tranquila

Uma das grandes características do Washington Redskins é o ataque, principalmente aéreo. Os Reds possuem o terceiro melhor ataque da NFL, atrás apenas do New Orleans Saints e do Atlanta Falcons. O ataque aéreo, dirigido pelo QB Kirk Cousins, é o segundo mais efetivo, com média de 300 jardas por jogo. O ataque terrestre, apesar de não estar no top 10 da liga, tem média de 110 jardas por jogo, ocupando a 14 colocação do ranking.

Os destaques da unidade são os WR DeSean Jackson, Pierre Garçon e Jamison Crowder, o TE Jordan Reed e o RB Rob Kelley. Se a defesa do Big Blue mantiver o nível das últimas apresentações, o jogador adversário que mais pode causar danos é justamente Jordan Reed.

Defesa foi o ponto fraco do time na temporada

Apesar do alto investimento feito no CB Josh Norman, a defesa dos Redskins foi o ponto fraco do time na temporada. Ranqueada apenas como a 29ª defesa, o time teve dificuldades em conter o jogo aéreo dos adversários, sendo a 27ª pior defesa, e também o jogo corrido, ficando em 25º lugar no ranking. Esses números acabaram dificultando a vida dos Redskins que agora precisarão ganhar de qualquer jeito para chegar a pós-temporada.

Apesar de mal na temporada, esta defesa possui nomes interessantes em praticamente todas as posições. Na linha defensiva, os DEs Chris Baker e Ricky Jean François são jogadores ferozes e darão trabalho para a OL dos Giants. No corpo de LBs, os pass rushers Ryan Kerrigan e Preston Smith somam juntos 15,5 sacks na temporada. Pelo meio, Mason Foster é uma máquina de tackles. Na secundária, além de Josh Norman o time conta com Bashaund Breeland, que é um bom jogador, e o S Donte Whitner Jr, que tem experiência e joga com muita agressividade.

Bom retorno é a principal arma do Special Teams

O time de especialistas do Redskins conta com o perigoso WR Jamison Crowder fazendo os retornos. Ele já conseguiu um TD em retorno de punt por 85 jardas nessa temporada e sempre é um jogador no qual devemos ter atenção redobrada. Nas posições de kicker, punter e long snapper, os jogadores são Dustin Hopkins, Tress Way e Nick Sundberg, todos bons, porém comuns nas suas respectivas posições.

Para vencer esta partida, além de jogar com todos os titulares, o New York Giants terá que ter atenção à marcação do TE Jordan Reed, pois ele poderá ferir bastante nossa defesa, principalmente em terceiras descidas curtas. A marcação pelo meio do campo tem sido um problema crônico da gestão do GM Jerry Reese, que não gosta de investir muito dinheiro em linebackers, responsáveis por essa cobertura. Nesta temporada, o S Landon Collins tem feito a marcação sobre os TE adversários e isso fez com que essa estatística melhorasse, porém ele não pode ficar marcando esses jogadores em todos os downs, para não descobrir o fundo do campo.

Em contrapartida, o ataque precisa mostrar o poder de fogo que tem no papel e finalmente explodir, para já deixar os adversários dos playoffs preocupados e ganhar moral para uma nova corrida rumo ao Superbowl LI.

  • felipe wenceslau

    Ótimo post, temos tudo para levar mais essa vitoria, eles vão vir para tudo ou nada, com as jardas aéreas, e com um ultima decida pelo meio que e o que eles sabem fazer, o segredo e interceptar e não ser interceptado, pois Eli tem que se impor, procurar mais o Odel, ele e a chave, esperamos uma vitoria avassaladora para assustar nos playoffs… abraça amigos

Shares