Na memória

Na memória: Giants vs 49ers

Photo by Getty Images

Domingo20 de Janeiro de 1991, NFC Championship Game. O New York Giants tinha uma grande equipe, contando com grandes jogadores como Phil Simms (que se machucou na semana 15, na derrota para o Buffalo Bills por 17-13, e ficou de fora do resto da temporada, dando lugar a Jeff Hostetler), Lawrence Taylor e Mark Bavaro. Campeões do Super Bowl XXI quatro temporadas antes, os Giants teriam uma missão muito difícil pela frente para chegar ao Super Bowl novamente: vencer o San Francisco 49ers no Candlestick Park. Os 49ers de Joe Montana, Jerry Rice e Roger Craig foram campeões das duas temporadas anteriores (Super Bowls XXIII e XXIV) e vinham com tudo mais uma vez. Sem dúvidas, era o time a ser batido.

Os Giants terminaram a temporada regular com 13 vitórias, perdendo apenas três partidas, sendo uma dessas derrotas para o mesmo 49ers, também no Candlestick Park, pelo placar de 7-3, e vinham para essa partida com uma vitória sobre o Chicago Bears por 31-3 em partida válida pelo NFC Divisional. Já os 49ers só perderam duas vezes na temporada regular, terminando, assim, com 15-2, e vinham de vitória no NFC Divisional, com um 28-10 diante do Washington Redskins.

65.750 torcedores foram ao Candlestick Park para acompanhar a partida, e viram os 49ers abrirem o placar num field goal de 47 jardas cobrado por Mike Cofer. Ainda no primeiro quarto, os Giants deixaram tudo igual num field goal de 28 jardas cobrado por Matt Bahr. No segundo quarto, em mais uma troca de field goals, as equipes foram para os vestiários com 6-6 no placar. Primeiro os Giants, com Matt Bahr, num field goal de 42 jardas, e depois os 49ers num field goal de 35 jardas cobrado por Mike Cofer.

O terceiro quarto foi dos 49ers. Com pouco menos de cinco minutos para o final do quarto, Joe  Montana num ótimo passe de 61 jardas achou o wide receiver John Taylor, que, por sua vez, anotou o touchdown. Já no final do terceiro quarto, novamente num field goal, desta vez de 46 jardas, os Giants diminuíram a vantagem, deixando 13-9 no placar. O último quarto tem início e, com 9:42 restando para o fim da partida, o defensive end dos Giants, Leonard Marshall, saca Joe Montana, que acaba saindo da partida machucado. Os Giants retomaram a posse da bola, mas foram parados numa terceira para uma, e então, na quarta descida, um lance inusitado: a chamada que veio do treinador Bill Parcells foi um fake punt que resultou numa longa corrida do linebacker Gary Reasons e um field goal de 38 jardas cobrado por Matt Bahr, deixando 13-12 no placar. Só restava aos 49ers gastar o tempo, mas numa corrida do running back Roger Craig, o defensive tackle Erik Howard, dos Giants, forçou o fumble que foi recuperado pela equipe de New York com Lawrence Taylor na linha de 43 jardas do campo de defesa. Com passes completados para Bavaro e Stephen Baker, Hostetler deixou os Giants na linha de 24 jardas do campo de ataque. Matt Bahr anotou seu quinto field goal, desta vez de 25 jardas, e deu a vitória aos Giants. Fim de partida: New York Giants 15-13 San Francisco 49ers.

Com essa grande vitória, os Giants avançaram para o Super Bowl XXV, que seria disputado no Tampa Stadium, em Tampa, Florida. Na oportunidade, os Giants venceriam o Buffalo Bills pelo placar de 20-19, conquistando seu segundo título de Super Bowl.

*Este artigo trata-se de uma repostagem. Foi originalmente publicado em 13/10/2012 no antigo giantsbrasil.com.br

Shares