Na memória

Na memória: Giants vs Cardinals

Photo by AP Photo/Ray Stubblebine

Domingo, 21 de outubro de 1990. Na oportunidade, o New York Giants recebia o então Phoenix Cardinals no Giants Stadium, em partida válida pela semana 7 da temporada regular da NFL.

Era um duelo de divisão, pois na época a equipe dos Cardinals integrava a NFC East, onde permaneceu de 1970 a 2001.

Os Giants vinham para a partida como favoritos e estavam invictos na competição, tendo vencido quatro duelos de divisão. A equipe só perderia três jogos naquela temporada. Já o time dos Cardinals haviam sofrido três derrotas e vencido dois duelos de divisão, diante dos Eagles (23-21) e dos Cowboys (20-3).

As 76 mil pessoas que compareceram ao Giants Stadium viram o time da casa abrir o placar numa corrida de quatro jardas do running back Ottis Anderson. Ainda no primeiro quarto, os Cardinals diminuíram com um field goal de 39 jardas cobrado pelo kicker Al Del Greco. No segundo período, Phil Simms machucou o tornozelo e não voltaria mais naquela partida. A missão de levar os Giants à vitória caberia ao reserva Jeff Hostetler. Os Giants aumentaram sua vantagem num field goal de 34 jardas cobrado por Matt Bahr. Mas o left tackle, Luis Sharpe, apareceu como tight end na endzone para recepcionar o passe de uma jarda do quarterback Timm Rosenbach e anotar o único touchdown de sua carreira, que empatou o jogo em 10-10, com 23 segundos restantes para o fim do primeiro tempo. Os Giants ainda receberiam a bola. Com uma boa posição em campo, o treinador Bill Parcells decidiu colocar Bahr em campo para chutar um field goal de 56 jardas. Bahr, que tinha como field goal mais longo um chute de 52 jardas, errou.

No terceiro quarto, depois de um drive com 12 jogadas e 69 jardas que gastou 6:43 no relógio, os Cardinals passaram à frente num field goal de 18 jardas cobrado por Del Greco. Depois de um turnover dos Giants, Del Greco aumentou a vantagem dos Cardinals num field goal de 34 jardas. As coisas não melhoravam para os Giants e, com 5:38 restantes para o fim do jogo, Del Greco converteu seu quarto field goal, desta vez de 45 jardas, deixando o placar em 19-10 para Phoenix. E então, a 3:27 do fim, veio a reação dos Giants, numa bomba de Hostetler para Stephen Baker para 38 jardas e touchdown. Depois de um three-and-out dos Cardinals, os Giants receberam a bola novamente com 58 segundos por jogar. O resultado disso foi New York com o relógio parado em 3 segundos na linha de 23 jardas do campo de ataque. Bahr cobrou o field goal de 40 jardas que deu a vitória aos Giants. Fim de partida: New York Giants 20-19 Phoenix Cardinals.

Com a vitória, os Giants tinham o melhor começo de temporada de sua história e só sofreria a primeira derrota na semana 12 diante do Philadelphia Eagles (31-13). Hostetler teve uma prévia do que aconteceria na sequência do campeonato. Phil Simms se machucaria na derrota para o Buffalo Bills (17-13) e ficaria de fora da temporada, e Hostetler lideraria o ataque dos Giants para o segundo título de Super Bowl da história da franquia, contra o mesmo Bills, também pelo placar de 20-19.

Shares