Início de offseason e os torcedores começam a olhar para quais jogadores estarão disponíveis no mercado para arrumar as falhas dos times. Nomes de peso sempre estão disponíveis e fazem com que surjam os sonhos de consumo. Mas será que aquele grande nome seria uma boa contratação? No caso dos Giants, os olhos vão instantaneamente para os jogadores de defesa e, neste caso, nomes como o linebacker Von Miller, o defensive end Muhammad Wilkerson e os safeties Eric Berry e Eric Weddle saltam os olhos. Mas será que todos eles seriam efetivos para o Big Blue? Vamos analisar a situação e tentar entender como resolver os problemas em duas etapas: Primeiro a linha de frente, ou front seven, e posteriormente em outro artigo a secundária.



A primeira coisa que precisa ser observada aqui é o esquema defensivo utilizado. Desde que o time contratou Tom Coughlin em 2004, a unidade vem jogando no Base 4-3, no qual quatro jogadores de linha defensiva e três linebackers formam o front seven. Conhecendo esse fato, quais os outros times que jogam nesse mesmo esquema? Além dos Giants, outras 14 equipes utilizam defesas 4-3 e são nestas equipes que temos que buscar peças que cheguem prontas para jogar. São elas: Falcons, Lions, Bills, Raiders, Vikings, Jaguars, Panthers, Bengals, Seahawks, Rams, Patriots, Dolphins, Buccaneers e Cowboys.

Feita essa análise, nomes como Von Miller e Muhammad Wilkerson acabam instantaneamente eliminados. O primeiro joga como outside linebacker, que numa defesa 3-4 é o cara responsável pelo Pass Rush, tarefa do defensive end do esquema 4-3. O segundo, joga de defensive end, mas sua função dentro de uma defesa 3-4 é bloquear o Tackle para que o outside linebacker tenha espaço para pressionar o quaterback adversário. Logo, ambos teriam que mudar de posição, adaptar-se a uma defesa 4-3 e aprender novas técnicas.

Dados os exemplos, procuramos identificar jogadores em defesas 4-3 que poderiam preencher as lacunas do front seven do Big Blue. Para DE, além das renovações de JPP e Robert Ayers, boas aquisições que não custariam caro aos cofres e dariam profundidade de elenco seriam Alex Carrington (Bills) e Jason Jones (Lions). E claro, no caso de uma não renovação com JPP, sobraria dinheiro para correr atrás de Olivier Vernon, do Miami Dolphins.

Para DT, levando em consideração que Jonathan Hankins é titular absoluto e Jay Bromley é uma aposta para o futuro que precisa ter mais tempo em campo, o time teria que trazer um jogador que ficasse entre estes dois e um para ficar emparelhado com o segundo. Neste caso, duas boas opções seriam Henry Melton (Bucs) e Atyhba Rubin (Seahawks).

Na posição de LB é que está o maior problema e que provavelmente somente será solucionado no draft. Faltam boas opções para Inside Linebackers, de forma que a renovação de Jasper Brinkley seria um primeiro passo. Das opções para a posição, outro nome para preencher elenco seria Casey Mathews (Vikings) ou então trazer de volta Spencer Paysinger (Dolphins). Mas realmente não existem boas opções no mercado.

Para outside linebacker, o time aposta em Devon Kennard e dois nomes que seriam um upgrade imediato na unidade seriam de Bruce Irving (Seahawks) e Vincent Rey (Bengals), caso algum dos dois chegue à Free Agency (Irving já deu entrevistas afirmando que aceitaria receber menos para permanecer em Seattle). Caso estes dois jogadores não cheguem, dois nomes que podem ajudar o time seriam Nigel Bradham (Bills) e Chad Greenway (Vikings).

A realidade é que o General Manager Jerry Reese terá muito trabalho nessa offseason e não pode errar mais uma vez, pois seu emprego dependerá de levar os Giants aos Playoffs na próxima temporada.

Confira a lista completa de defensive ends, defensive tackles e linebackers de defesas 4-3 que serão free agentes na offseason:

Defensive Ends:

Robert Ayers, New York Giants
Da’Quan Bowers, Tampa Bay Buccaneers
Andre Branch, Jacksonville Jaguars
Alex Carrington, Buffalo Bills
Adrian Clayborn, Atlanta Falcons
Chris Clemons, Jacksonville Jaguars
Jack Crawford, Dallas Cowboys
Demarcus Dobbs, Seattle Seahawks
Larry English, Tampa Bay Buccaneers
Wallace Gilberry, Cincinnati Bengals
Greg Hardy, Dallas Cowboys
William Hayes, Los Angeles Rams
Akiem Hicks, New England Patriots
Jason Jones, Detroit Lions
Jeremy Mincey, Dallas Cowboys
Jason Pierre-Paul, New York Giants
George Selvie, New York Giants
Derrick Shelby, Miami Dolphins
Eugene Sims, Los Angeles Rams
Darryl Tapp, Detroit Lions
Justin Trattou, Minnesota Vikings
Justin Tuck, Oakland Raiders
Olivier Vernon, Miami Dolphins
Corey Wootton, Detroit Lions

Defensive Tackles:

Barry Cofield, New York Giants
Jermelle Cudjo, Detroit Lions
Kenrick Ellis, Minnesota Vikings
Nick Fairley, Los Angeles Rams
Cullen Jenkins, New York Giants
Markus Kuhn, New York Giants
Kyle Love, Carolina Panthers
Tony McDaniel, Tampa Bay Buccaneers
Brandon Mebane, Seattle Seahawks
Henry Melton, Tampa Bay Buccaneers
Haloti Ngata, Detroit Lions
Ahtyba Rubin, Seattle Seahawks
Pat Sims, Cincinnati Bengals
Brandon Thompson, Cincinnati Bengals
Tyrunn Walker, Detroit Lions

Outside Linebackers:

Kroy Biermann, Atlanta Falcons
Nigel Bradham, Buffalo Bills
Chad Greenway, Minnesota Vikings
Bruce Irvin, Seattle Seahawks
Emmanuel Lamur, Cincinnati Bengals
Travis Lewis, Detroit Lions
Mike Morgan, Seattle Seahawks
Vincent Rey, Cincinnati Bengals
Philip Wheeler, Atlanta Falcons
Tahir Whitehead, Detroit Lions
Kyle Wilber, Dallas Cowboys

Inside Linebackers:

Jasper Brinkley, New York Giants
Audie Cole, Minnesota Vikings
Dane Fletcher, New England Patriots
James-Michael Johnson, Miami Dolphins
Casey Matthews, Minnesota Vikings
Rolando McClain, Dallas Cowboys
Spencer Paysinger, Miami Dolphins
Kelvin Sheppard, Miami Dolphins
Jason Trusnik, Minnesota Vikings
Dekoda Watson, New England Patriots