O draft da NFL teve início na noite da última quinta-feira, 27 de abril, e o GM do New York Giants, Jerry Reese, mais uma vez surpreendeu a todos e escolheu um jogador que não estava entre os mais cotados pelos mock draft dos especialistas. Com a 23ª escolha geral, o Big Blue selecionou o TE Evan Engram, vindo da faculdade de Ole Miss, a mesma que formou nosso QB Eli Manning. A primeira reação dos torcedores foi de espanto, principalmente porque jogadores como Ryan Ramzcyk, Dalvin Cook e David Nkoju ainda estarem disponíveis para serem selecionados. Mas será que temos motivos mesmo para reclamar?

Vamos começar analisando os aspectos físicos de Evan Engram. Ele tem 6-3 de altura (1,90 cm) e pesa 234 lb (106 kg). Comparado aos principais TE da liga, ele é menor e mais leve. Por exemplo, Rob Gronkowski, dos Patriots, e Jimmy Graham, dos Seahawks, ambos pesam na casa dos 120 kg e tem 1,98 e 2,01 respectivamente de altura. Porém, Engram é o mais veloz entre eles, tendo corrido as 40 jardas em 4,42, contra 4,68 de Gronk e 4,52 de Graham. Estes números o tornam um pesadelo para as defesas adversárias, tendo em mente que quem marca TE normalmente é LB. Engram é muito rápido para ser marcado com eficácia por um LB e é alto e forte o suficiente para atropelar um CB Slot.

Falando da questão técnica, após assistir apenas alguns vídeos de lances do jogador, visivelmente podemos confirmar a afirmação dos especialistas americanos de que Engram é um dos jogadores com as rotas mais polidas desta classe de draft. Somando sua habilidade com as armas atuais que o ataque do Big Blue tem em Odell Beckham Jr, Brandon Marshall e Sterling Sheppard, nos faz pensar em como as defesas adversárias vão se preparar para marcar este ataque “lance primeiro e pergunte depois”, como o analista Chris Burke, da revista Sports Illustrated bem colocou em sua análise.

Para finalizar, temos que dar um pouco de crédito ao GM Jerry Reese. Ele comete alguns erros de vez em quando, mas sua porcentagem de acertos consegue ser maior. Afinal de contas, escutamos muitas pessoas criticarem o GM em 2014 quando ele selecionou Odell Beckham Jr quando o DT Aaron Donald ainda estava disponível. Será que a decisão dele foi sábia? Eu não questiono. A verdade é que continuamos a manter a ideia de que #InReeseWeTrust (Confiamos no Reese).


Clique e garanta seu ingresso com desconto!