Análise de Jogo

Análise: E não é que conseguimos a nossa segunda vitória?

Photo by Ezra Shaw / Getty Images

Ontem o time de New York conseguiu a sua segunda vitória na temporada, contra os 49ers fora de casa. E, apesar da vitória, nem todos os torcedores estão felizes. Mas o que aprendemos no jogo de ontem?

Apoie o Giants Brasil e tenha benefícios exclusivos! Clique aqui e confira.

Clique aqui, use o cupom GIANTSBR e compre seus produtos com 10% de desconto!

  • Ainda não temos pass rush

Estávamos até um pouco ansiosos para ver os jogadores em campo depois da bye week, com BJ Hill, Lorenzo Carter e a volta de Olivier Vernon. Infelizmente, não conseguimos ver muita coisa.

O pass rush do Giants aparentemente não chegou na Califórnia nessa segunda-feira e muito menos apareceu em campo contra os 49ers. Nick Mullens teve todo o tempo do mundo e espaço no pocket para fazer o que achasse melhor.

  • Eli Manning ainda não morreu

Nosso Eli teve um bom jogo? Não, em quase nenhum ponto podemos dizer isso com vontade, infelizmente. Ele errou alguns passes, errou em algumas comunicações com seus jogadores, completou apenas 61.8% dos passes e não lançou nem para mais de 200 jardas.

Mas, apesar de tudo isso, ele teve uma proteção razoável, foi sackado somente uma vez e arriscou alguns passes longos. E o mais importante, ele lançou para 3 touchdowns, nenhuma interceptação e um rating de 110.7 no fim da partida. Sabemos que, infelizmente, a sua carreira pode estar chegando no fim… Mas as vezes, o “Eli Clássico” aparece em campo e isso é muito bom de ver.

  • O time está construído para ser um ataque de big plays

Pat Shurmur pode até não querer administrar um time que faça big plays o tempo todo, mas é o time que ele tem em mãos. Com jogadores como Odell, Shepard, Engram e Barkley, o Giants tem um quarteto de recebedores atléticos e prontos para fazer grandes jogada a qualquer momento, mesmo com a proteção não sendo das melhores.

O problema é que Pat Shurmur quer fazer quase tudo de maneira conservadora e controlar a posse de bola. O Giants quer correr pelo meio, apesar da falta de bloqueio na linha. Eles querem lançar passes dentro das 5 jardas, mesmo com defesas que sufocam os nossos jogadores. Quando o time lançou passes longos, arriscou e tentou novas jogadas, tudo funcionou, andou e terminou em touchdown.

  • O time teve sorte em conseguir Jamon Brown

Quando o time pegou Brown nos waivers, muitos não pensaram que ajudaria em muita coisa. Porém, ele mostrou na partida que é um upgrade e pode melhorar o bloqueio do time.

Eli sofreu um sack no jogador que Brown deveria bloquear? Sim. Mas em todos os outros casos, Eli teve pocket limpo. Até mesmo limpou o caminho para o primeiro touchdown de Odell, ajudou o time correr um pouco e mostrou que tem tudo para melhorar seu futebol ainda mais nas próximas semanas.

  • Será que achamos retornadores?

Nós sabíamos que Quadree Henderson tinha um talento para retornador de punt e também como retornador de kickoffs. Mas não sabíamos que Corey Coleman teria esse talento também. Coleman retornou para 24 e 51 jardas no terceiro quarto e contribuiu algumas vezes como recebedor em campo ao lado de Odell.

O que vocês acharam dessa partida? Deixe nos comentários! 🙂

Shares