Depois de uma derrota por 27 a 0 diante do Philadelphia Eagles, os Giants tinham pela frente um outro rival de divisão, um Dallas Cowboys embalado por cinco vitórias consecutivas e jogando diante de sua torcida. Vamos à análise.



1º QUARTO

Os Cowboys começaram com a bola, e a primeira impressão que tivemos é a de que seria um grande jogo por parte da defesa dos Giants. Logo na segunda jogada, Tony Romo foi sacado por Jason Pierre-Paul. Os Cowboys devolveriam a bola e, na primeira campanha dos Giants, teríamos a primeira dose do que seria o jogo terrestre do time durante TODA, eu disse TODA, a partida. Andre Williams correndo e sendo parado atrás ou em cima da linha de scrimmage. Na sequência, os Cowboys viriam para seu segundo drive, e ali surgiria duas figuras fundamentais para o triunfo de DallasDeMarco MurrayGavin Escobar. O running back conquistou jardas importantíssimas e o tight end fez duas grandes recepções, a segunda delas para o touchdown. O primeiro first down dos Giants foi conquistado em passe de Eli Manning para Rueben Randle. Na sequência, passe de Manning para Preston Parker e, depois de desafio dos Cowboys, os árbitros voltaram atrás na marcação de campo, que era de first down. Com uma quarta descida para polegadas, os Giants resolvem arriscar. Mas eis que surge Will Beatty com um false start, o que tem sido recorrente na linha ofensiva dos Giants. A penalidade acabou com qualquer chance da equipe novaiorquina de conseguir alguma coisa no drive.

2º QUARTO

Depois de parar o ataque dos Cowboys, os Giants receberiam novamente a bola. Will Beatty apareceria novamente cometendo uma falta, e os Giants perderiam 10 jardas. Numa quarta para 1, Eli Manning chama a responsabilidade e decide atacar. O passe era na direção de Odell Beckham Jr., que estava marcado por dois defensores. Na jogada foi marcada uma interferência que deu aos Giants o first down. Andre Williams fez o que seria a única jogada expressiva do jogo terrestre dos Giants, quando correu por um grande corredor aberto por Justin Pugh até a linha de 4 jardas. A equipe perde 5 jardas por ter 12 jogadores no huddle, mas chega ao touchdown em passe de Eli Manning para Odell Beckham. Em determinado momento, a defesa conseguiu parar o ataque dos Cowboys e até fez com que Tony Romo corresse para conseguir um first down. Um holding da linha ofensiva deixou os Cowboys com uma primeira para 20. Romo lança um passe longo na direção de Dez Bryant, mas o wide receiver escorrega e a bola vai facilmente para as mãos de Prince Amukamara, que retorna até a linha de 27 jardas do campo de ataque. Os Giants souberam aproveitar e viraram o placar em passe de Eli Manning para Daniel Fells na endzone. Os Cowboys responderam no drive seguinte, chegando ao touchdown com Terrance Williams, que se livrou da marcação de Zack Bowman e recebeu o passe de Romo, que teve muito tempo no pocket. Depois de uma campanha mal sucedida dos Giants, os Cowboys receberam a bola com 1:31 por jogar no primeiro tempo. Jason Pierre-Paul conseguiu seu segundo sack, dando fim ao segundo quarto.

Apesar do empate no primeiro tempo de jogo, os Cowboys foram superiores, a julgar pelos números.

Cowboys  –  Giants

Jardas terrestres
102  –  66
Jardas aéreas
101  –  90
First downs
10  –  8
Tempo de posse de bola
19:46  –  10:14
Conversões de terceira descida
6/9  –  1/5

3º QUARTO

Os Giants receberam a primeira posse no segundo tempo. Já no primeiro drive um false start de Pugh, e uma terceira para 4 vira uma terceira para 9. Eli Manning corre para conquistar o first down. Na posse seguinte dos Cowboys, Tony Romo lança uma bomba de 44 jardas para a recepção de Dez Bryant. Na cobertura estava Chandler Fennercornerback que há poucos dias estava no practice squad. Não sei quais foram os critérios de Perry Fewell para colocá-lo em campo numa jogada de ataque da equipe adversária, mas isso custou caro para os Giants, pois os Cowboys anotaram mais um touchdown em passe de Romo para Escobar, o segundo dele na partida. A campanha seguinte dos Giants tem boas jogadas, com Eli Manning lançando para Rueben Randle e Larry Donnell. Mas é aquela coisa, as faltas só aparecem no momento errado. Rueben Randle com um holding deixa os Giants com uma primeira para 20 e a equipe não consegue o first down.

4º QUARTO

Os Giants continuaram insistindo e insistindo no jogo corrido. O máximo que Williams ou Peyton Hillis conseguiam era uma jarda. E quando realmente precisava de uma jarda, não conseguiam. A defesa dos Cowboys levantou a muralha e mesmo assim as chamadas continuavam com o jogo terrestre. Já do outro lado, a realidade era diferente. DeMarco Murray. Esse cara estava fazendo um inferno na defesa dos Giants e ainda conseguiu um recorde. Murray se tornou o primeiro jogador da NFL a conseguir 100 jardas em sete partidas consecutivas, batendo as seis partidas de Jim Brown. Em nova campanha dos Giants, Eli Manning lança para Donnell, que sofre fumble forçado por Barry Church e a bola é recuperada pelos Cowboys. E o preço a pagar é mais um touchdown dos Cowboys, numa corrida de uma jarda de Murray, coroando sua grande partida. Os Giants teriam que correr contra o relógio e chegaram ao touchdown num passe de Eli Manning para Odell Beckham Jr.. A gente só não entende porque não fizeram isso antes. Em vez de tentar correr, explorar o jogo aéreo. A reação veio tarde demais. Com os Cowboys gastando o relógio, Murray e Dez Bryant conquistam os first downs que deram a vitória aos Cowboys, sacramentada pelo field goal de 49 jardas convertido por Dan Bailey. Restavam 59 segundos para os Giants tentarem alguma coisa. E eles conseguiram… mais um fumble sofrido por Donnell, forçado por Justin Durant.

Os Giants souberam se recuperar da derrota humilhante sofrida diante dos Eagles na semana passada, mas quando se vai jogar contra um Dallas Cowboys fora de casa, não se pode errar. Infelizmente erramos muito. DRC fez falta, assim como Jon Beason que saiu lesionado e não voltou mais. Talvez o jogo corrido com Rashad Jennings funcionasse melhor. Mas o que matou foi essa insistência em correr com a bola. 18 carregadas para Andre Williams e míseras 51 jardas. Já DeMarco Murray teve 28 carregadas para 128 jardas e 1 touchdown. Sem deixar de reconhecer a superioridade dos Cowboys, sem dar os devidos créditos pela grande partida coletiva. Se mostrou um time unido e bem estruturado, que é, de longe, o favorito aos playoffs na NFC East. Se os Giants quiserem chegar lá, vão ter que jogar um Super Bowl a cada rodada. A situação ficou complicada dentro da divisão, mas como dizia John Lennon“You may say I’m a dreamer, but I’m not the only one…”

Eu acredito e sei que você acredita também.
#GOGIANTS!

Placar Final: New York Giants 21 vs 31 Dallas Cowboys
*Melhores momentos, aqui.