Os New York Giants receberam neste domingo os New York Jets, com quem dividem o Metlife Stadium e, mesmo sendo o mandante, não havia surpresa para os Jets em relação ao campo. Esperava-se que, depois de uma derrota acachapante contra Washington na última rodada, os Giants pudessem vencer e tentar assumir novamente a liderança da divisão. Entretanto, como tem sido de costume nesta temporada, tínhamos a vitória na mão, porém perdemos novamente para nós mesmos.



  • Ataque vem sofrendo depois da bye week

Algo que tem sido comum na era Tom Coughlin, é a dificuldade da equipe na parte final da temporada. Nesta temporada, com o adendo de várias lesões, era esperado que, com uma semana de descanso e treinos, pudesse haver uma melhora ainda maior no setor mais produtivo da equipe. Temos percebido que continuamos a ter dificuldade no jogo corrido e ainda, que Eli tem tido dificuldades em conseguir algum recebedor que possa dividir a carga com Odell Beckham Jr.

Na partida de ontem contra os Jets, Eli conseguiu lançar para quase 300yds, porém, muitas delas vieram em big plays, principalmente no TD de 72yds de Odell no segundo quarto. O nosso quarterback sofre com ter de sempre tirar um coelho da cartola enfrentando terceiras descidas longas, permitindo as defesas dobrarem a marcação em cima do nosso #13. Will Tye teve boa participação na partida (3 recepções para 70yds), porém Randle e Harris juntos tiveram as mesmas 3 recepções. Em relação a Harris vale destacar seu trabalho como retornador, anotando um belo touchdown de 80yds e conseguindo outros bons retornos, deixando a equipe algumas vezes em uma boa posição para o início do drive. Por fim, uma decisão ruim da comissão técnica que, em uma quarta descida em goal, decidiu tentar o TD e Eli acabou sendo interceptado e, os possíveis 3 pontos do FG fizeram falta no final da partida que decretou nossa derrota.

  • Fewell saiu, entretanto, temos melhora?

A defesa dos Giants com Perry Fewell, coordenador defensivo demitido no final da temporada passada ostentava alguns dos piores números entre todas as equipes da NFL. Por isso, a direção resolveu ir atrás de um velho conhecido do torcedor e trouxe de volta Steve Spagnuolo, coordenador defensivo da equipe campeã em 2007. Todo torcedor se animou com a mudança, esperando uma mudança de postura e de “status” da nossa defesa. Entretanto, depois de 13 semanas, o que vimos é nossa defesa estar classificada como uma das piores da liga novamente e sempre tomando um caminhão de jardas do adversário , semana após semana.

Ontem não foi diferente, Fitzpatrick (que não é conhecido por ser um dos melhores da liga) conseguiu lançar quase 400yds e dois TD’s (incluindo um faltando pouco menos de 30 segundos de jogo para empatar a partida) e se aproveitar de todos os espaços deixados pela secundária. Brandon Marshall também se aproveitou, recebendo 12 passes para 131yds e 1TD.

Os Giants tem totais chances de ir aos playoffs se vencer a divisão, mais receio que não iriamos muito longe com a defesa do jeito que está.

De destaque ontem, o bom trabalho em vários momentos de JPP e Robert Ayers na pressão em cima de Fitzpatrick.

  • Especialistas 

Vale aqui dois destaques, um positivo e um negativo. Como citado antes, Dwayne Harris contribuiu com mais um touchdown de retorno (já são dois para o WR na temporada). E o ruim, Josh Brown, nosso consistente Kicker errou quando não podia. Com os Jets 3 pontos a frente na prorrogação, Brown teve um chute difícil de 48yds para empatar a partida e deixar viva a equipe na disputa, porém acabou errando o alvo e sacramentando a derrota para os Jets.

  • Próximo jogo

Na próxima semana iremos até a Flórida enfrentar a equipe dos Miami Dolphins no Sun Life Stadium no horário nobre da segunda-feira. Os Dolphins vem de uma vitória contra os Baltimore Ravens e como os Giants, tentam ainda lutar por uma vaga nos playoffs. Essa semana será importante para sabermos se alguns dos nossos lesionados poderão voltar a ativa, caso de Erick Flowers que saiu lesionado na partida contra os Jets. Resta a comissão técnica arquitetar um bom plano de jogo para que a equipe seja equilibrada e possamos voltar a vencer para podermos manter o sonho de playoffs ainda vivo.

Placar Final: New York Giants 20 x 23 New York Jets

*Melhores momentos, aqui.


Clique e garanta seu ingresso com desconto!