Segundo Dave Gettleman, a chave para um bom quarterback é ter sempre a cabeça no lugar e, durante uma entrevista, Daniel Jones garantiu que ele tem isso de sobra e que não liga para esse tipo de críticas que anda recebendo de analistas e torcedores.



Durante o programa com Alex Marvez e Gil Brandt na Sirius XM, Daniel Jones foi questionado sobre como ele se sentia recebendo tantas críticas de torcedores e analistas desde a sua escolha no draft:

“Eu não ligo muito para esse tipo de crítica. Eu acho que a chave para ser QB na liga é ser consistente como quarterback e sempre manter a sua cabeça no lugar. Eu acho que tudo vem da confiança que temos em nós mesmos e isso precisa partir de nós. Se você ficar procurando sua confiança do lado de fora, você será sempre afetado pela negatividade de outras pessoas que não acreditam em você. Foque no que você é, no que você pode fazer como jogador e o resto tudo se encaixará.”

Além disso, Jones comentou que conversou com Eli Manning depois de ser selecionado pelo Giants e agradeceu a oportunidade de estar ao lado dele nessa nova jornada da franquia:

“Eu falei com Eli Manning e deixei claro que essa é uma tremenda oportunidade para um jogador jovem como eu. Ir para um lugar com um futuro Hall of Famer que fez tanto pela franquia de New York é inacreditável e eu estou muito ansioso com isso. Sei que tem muito trabalho pela frente e eu vou fazer o meu melhor para ajudar o Giants a vencer.”

Nessa semana, como divulgamos em nosso Instagram, uma foto de Daniel Jones em 2004 foi encontrada e, para a felicidade dos torcedores, ele vestia uma camiseta do Giants do próprio Eli Manning. Claro que isso não diz nada mas, de uma certa forma, deixa todos mais tranquilos e confiantes dessa escolha tão criticada de Dave Gettleman.

 

Para muitos, Daniel é um “Eli Manning 2.0”, parecido não somente no estilo de jogo, mas também na aparência. Para vocês, a escolha de Daniel dará certo em um futuro próximo ou nosso GM fez a escolha errada?


Clique e garanta seu ingresso com desconto!