Nessa segunda-feira, durante uma entrevista, Dave Gettleman falou algumas coisas importantes sobre suas decisões recentes, a troca de Odell Beckham Jr para os Browns, Eli Manning e outros assuntos. E, resumindo, bateu novamente na tecla que tudo isso faz parte de um plano maior e que, definitivamente, precisamos confiar nele.



Claro que, como imaginamos, a conversa ficou praticamente focada na decisão envolvendo OBJ e Browns. No começo da conversa, Dave já quis deixar claro o que muitas pessoas já estavam falando: que Odell era uma influência ruim no vestiário e que existia outros tipos de fatores para essa negociação.

“Eu gostaria de deixar claro para todos que isso foi uma decisão pensando no time. Não existe nenhum tipo de intriga ou briga interna, não existe nada de “você que me disse” dentro do vestiário e nada. Então, não vamos gastar nosso tempo aqui hoje para falar disso. Odell é um tremendo jogador, uma pessoa incrível e tinha muito valor para o time.”

Além disso, disse que negociou com John Doresy (GM dos Browns) por mais de 10 horas. E, segundo Gettleman, apesar de não terem colocado Odell para a troca no começo – o que foi imensamente criticada pelos torcedores e imprensa, essa oferta não poderia ser recusada.

Para ele, foi uma oferta com muito valor para o time, para o plano que eles estão traçando e pela possibilidade que essa troca abriu para o time de New York para consertar os buracos que temos no roster. E disse também que a única conversa iniciada pelo time de New York para a troca, foi com os Bills. Isso devido a grande amizade que Dave tem com Brandon, o GM do time de Buffalo e também por causa da notícia de Antonio Brown. De resto, partiram sempre de outros times, como o 49ers, por exemplo.

“Eu entendo completamente as pessoas estarem debatendo sobre isso, sobre a negociação e as peças que recebemos em troca, era esperado. (…) Mas tudo isso faz parte do nosso plano a longo prazo”, completou.

Quando questionado do porque não ir atrás de outros times oferecendo Odell, o GM disse que, quando você vai atrás de algum time, o seu jogador perde valor e ele não queria que isso acontecesse. Também sobre a negociação de Odell, Dave deixou claro que está feliz por ter Jabrill Peppers.

Na visão dele, Jabrill é um atleta e tanto, que ajudará muito o time e que não sente a pressão de estar “substituindo” Landon Collins. Pelo contrário, ele está ansioso para entrar em campo na cidade que nasceu e ama. O jogador também disse em uma entrevista que “o time ganhou alguém que ama trabalhar duro e dar o melhor de si em campo” nessa negociação.

“Para nós, conseguir Jabrill Peppers nessa negociação foi muito bom. Ele é um ótimo safety, tem bons números, é bem jovem e ainda tem um contrato que é bom para nós. Com certeza terá um impacto positivo em campo.”

Quando questionado por trazer Antoine Bethea, um veterano de 14 anos da liga, Dave Gettleman foi bem direto dizendo que não se importa com a idade de seus jogadores e sim, o que eles podem trazer de positivo para o time.

“Você precisa de um cara que fará qualquer tipo de ajuste necessário na hora da jogada e que tenha experiência em campo. Ele é um grande jogador e continua mostrando isso. Sua idade não me incomoda nenhum pouco.”

Sobre a quantidade de dead money que temos, cerca de U$ 77 milhões, ele disse que não está feliz com isso, obviamente. Mas que, baseada na visão a longo termo que eles tem, tudo fará sentido. Como já dissemos por aqui, o time tem uma estimativa de um cap maior que U$ 100 milhões para a próxima temporada.

Photo by Andrew Mills – NJ Advance Media for NJ.com cert

Eli Manning e o fato dele ainda estar no time (mesmo custando caro para o time) foram citados também na conversa e, de maneira um pouco exaltada, Dave deixou claro o seu ponto de vista sobre a situação do time e a sua decisão de manter o QB veterano em campo.

“Eu disse em Indianapolis e vou dizer novamente agora. Quando você olha para trás e percebe o que aconteceu quando deixamos nossa OL melhor, você percebe que ele tem valor. Nós vamos continuar trabalhando nisso e tentar repetir o que fizemos na segunda metade da temporada na parte ofensiva. E esse papo que Eli Manning é caro demais, é pura besteira. No fim do dia vocês vão dizer que eu estou louco ou que eu não sei o que estou fazendo, e eu estou ok com isso. Mas se vocês se colocarem no meu lugar, olharem o que temos na liga, o que os outros QBs estão fazendo e também como Eli Manning terminou a temporada, não existem decisões para se tomar aqui.”

Além disso, Dave disse que o boato deles terem recebido uma primeira escolha por Landon Collins é mentira. E deixou claro que, apesar de terem recebidos ofertas pelo jogador durante a temporada, não era o suficiente para aceitar naquele momento. Em volta desses assuntos, deixou claro que o fato de estarmos construindo um novo time e uma nova base, não nos impossibilita de ganharmos jogos e de sermos competitivos. E finalizou a conversa de maneira bem direta dizendo:

“Pra ser bem honesto, não é minha responsabilidade falar pra vocês o que estou fazendo. Esse não é meu trabalho. Não é minha responsabilidade. Confiem em mim, eu tenho um plano. Vocês tem que ser pacientes. Todos querem respostas agora. Mas no momento certo, vocês verão.”

Você está confiante nas decisões de Dave Gettleman?

Como vimos, não temos muito o que fazer. Precisamos confiar em DG e torcer para que ele realmente esteja certo nas suas decisões. Você confia e tá com ele? Ou ainda com receio do que está por vir? Comenta aí! 😛


Clique e garanta seu ingresso com desconto!