Depois de longos meses de espera, os Giants estão de volta, juntamente com toda a ansiedade e a emoção que só a NFL nos traz. A menos de 24 horas da estreia contra o rival Dallas Cowboys, é hora de entrar no clima da partida e relembrar um grande encontro entre as duas equipes.



Domingo, 2 de novembro de 1986. Na oportunidade, New York Giants e Dallas Cowboys se enfrentavam no Giants Stadium, em partida válida pela semana 9 da temporada regular da NFL. Os Giants faziam uma excelente temporada e vinham para o jogo com um retrospecto de seis vitórias e duas derrotas, tendo vencido o também rival de divisão, Washington Redskins, na partida anterior. Os Cowboys vinham de uma sequência de três vitórias, tendo o mesmo retrospecto dos Giants, com apenas duas derrotas.

Diante de aproximadamente 75 mil pessoas presentes no Giants Stadium, o Big Blue saiu na frente com um field goal de 25 jardas, convertido pelo kicker mexicano Raul Allegre, sendo a única pontuação do primeiro quarto. No segundo período, os Cowboys, que haviam vencido os Giants na semana 1 por 31-28, viraram o placar em um passe do quarterback Steve Pelluer para o wide receiver Mike Renfro para 11 jardas e touchdown. A vantagem de Dallas não durou muito tempo. Os Giants passaram à frente em uma corrida do running back Joe Morris para 8 jardas e touchdown, dando números finais ao primeiro tempo.

Com o jogo totalmente aberto, as equipes voltaram do intervalo precisando vencer para continuar brigando pela liderança com o Washington Redskins, que tinha o mesmo retrospecto dos dois times e jogaria mais tarde contra o Minnesota Vikings. Depois de um terceiro quarto sem pontuações, os Giants ampliaram sua vantagem com mais um touchdown de Joe Morris, desta vez em uma corrida de 6 jardas. Os Cowboys, perdendo por dez pontos, diminuíram com o running back Tony Dorsett correndo para 23 jardas e touchdown, mas acabaram derrotados. Fim de partida: New York Giants 17-14 Dallas Cowboys.

Mesmo com uma atuação abaixo do que se esperava, os Giants venceram. O Big Blue registrou 245 jardas totais, com Joe Morris correndo 29 vezes para 181 delas, contra 408 dos Cowboys. Segundo Bill Parcells, então head coach dos Giants, a jogada-chave da partida foi um sack registrado pelo defensive end George Martin no final do jogo, fundamental para a vitória do time.

Com a vitória, os Giants continuavam a sequência iniciada na partida anterior contra os Redskins e não perderiam mais naquela temporada, conquistando, ao final, o primeiro Super Bowl da história da franquia. Já os Cowboys, só venceriam mais uma partida naquela temporada, ficando de fora dos playoffs.