Conversas próximas ao time e também a insiders da NFL, estão indicando que o Giants não usará sua primeira escolha (6ª escolha geral) do draft para escolher o próximo QB da franquia.



No fim dessa segunda-feira (18), Gettleman contou a Mike Francesa da WFAN que o time “provavelmente” selecionaria o QB nesse draft, porém, isso só acontecerá se tudo encaixar em seu plano, mas que não estava se sentindo forçado a fazer isso.

É muito provável que, se Dwayne Haskins ou Murray sobrarem na 17ª escolha, eles venham para o time de New York. Mas, durante a entrevista, Dave deixou claro que nada disso está certo e que tudo dependerá do que acontecer nas primeiras escolhas do draft e também dos jogadores disponíveis no momento. Ou seja, bem no dia que Eli Manning recebe o seu bônus de U$ 5 milhões, Dave Gettleman deixa todas as opções abertas. Novamente.

“Se eu me sinto forçado em fazer alguma coisa em relação a isso agora? Não. Se eu gostaria de fazer? Provavelmente. Mas eu preciso acreditar que a pessoa em questão é o cara certo para ser o QB dessa franquia. É claro que eu amaria conseguir o próximo QB da franquia nesse draft. Seria um presente que eu amaria dar ao Giants, mas sabemos que não é tão fácil assim.”, completou.

Comentou também que, na sua opinião, a melhor maneira é fazer igual os Chiefs fizeram nos últimos dois anos: draftar um QB e deixá-lo aprender durante 1 ou 2 anos atrás de algum veterano de confiança, como Eli Manning, por exemplo.

“Isso seria o cenário perfeito para nós”, disse Dave.

Como dissemos em nosso podcast, esse draft do Giants está muito incerto. Pois, infelizmente, os dois caminhos fazem sentido para o time: ir atrás de QB e também ir atrás de peças importantes para pensar na posição de quarterback no próximo ano.

Segundo Art Stapleton, do North Jersey, a melhor opção não está nem no draft desse ano ou no próximo. A melhor opção, para ele, está em Arizona e seu nome é Josh Rosen. Segundo o analista, só o fato financeiro, já faria sentido para o time de New York.

Pois Josh Rosen só teria um impacto de U$ 1.28 milhões de cap em 2019, U$ 2 milhões em 2020 e U$ 2.8 milhões em 2021. Sendo que, se nada de certo, não custaria caro. E se tudo der certo, eles não gastariam nenhuma escolha para achar o seu QB do futuro, melhorando todos os setores do time.

Dave Gettleman deveria...

Para você, qual caminho Dave deveria escolher? Comente aí! 🙂


Clique e garanta seu ingresso com desconto!